Posts

Sauvignon Blanc

Uma lista de vinhos frescos para os dias de Primavera

A importadora Mistral lançou mais de 10 rótulos novos, entre brancos, rosés e tintos, do Novo e Velho Mundo. Com a mudança de estação para a Primavera e com a vinda dos dias mais quentes, montamos uma listinha de oito vinhos frescos para aliviar as altas temperaturas.

La Camioneta Sauvignon Blanc 2016
Este Sauvignon Blanc chileno é elegante e fresco. Do produtor Viña Montes, foi uma boa surpresa aos moldes modernos da vinícola. De alta intensidade aromática, o vinho branco é atraente no nariz trazendo frutas cítricas como limão, abacaxi e maracujá. É mineral e fresco. Na boca é redondo, fácil de beber com acidez deliciosa, que te faz repetir a taça. Teor alcoólico: 13%.

Allo Alvarinho – Loureiro 2015
Do produtor português Soalheiro, este é um corte de Alvarinho com Loureiro. É bem leve, mineral e fresco. Ótimo para esses dias quentes de primavera. Os aromas reservam frutas e flores brancas, amêndoas, mel e bastante frescor. Na boca acidez equilibrada, frutas amarelas, baunilha e muita delicadeza. É bom como aperitivo ou com saladinhas e peixes. Sem erro!

Bourgogne Aligoté 2015
De um dos produtores mais elegantes da Borbonha – Joseph Drouhin. As uvas escolhidas para elaborar o branco borgonhês é localizado na Côte d’Or. Com 100% casta Aligoté, é um vinho leve e elegante. É fresco, delicado e com aromas de maçã cítrica e maracujá. Tem corpo médio, equilíbrio e final longo. Uma delícia. Teor alcoólico: 12%.

Côtes de Provence Grand Ferrage 2015
A diretora da vinícola Michel Chapoutier no Brasil, Sara Ferreira, esteve presente em tasting e nos contou que o Rosé da Côtes de Provence só têm a cor e o aroma de um Rosé regular da região, mas que no paladar pode trazer surpresas. E foi exatamente isso. Tem aquela cor bem clarinha típica de um Rosé da Provence, com aromas de frutas vermelhas como morangos e framboesas e notas florais. Mas na boca é gastronômico e com estrutura. É um vinho que vai bem com peixes e camarões. Teor alcoólico: 13%.

Mosel Incline Riesling QBA 2015
Os alemães sabem como ninguém fazer um bom Riesling. O produtor Selbach-Oster apresenta aqui três vertentes deliciosas e completamente diferentes desta casta. O Mosel Incline Riesling é delicado, com aromas de flor e fruta madura, além de notas de doçura. O vinho cresce na boca com frescor e acidez equilibrados. O final é longo e persistente. Teor alcoólico: 12%.

Zeltinger Riesling s-o Kabinett 2014
É um blend de elegância, acidez equilibrada e aroma de frutas com um pouco de botrytis (que adoramos). Na boca maçã vermelha, persistência e vontade de repetir mais uma taça. Teor alcoólico: 11%.

Zeltinger s-o QBA Trocken Bomer 2015
Por aqui, com este Riesling há mais evolução nos aromas, como frutas secas, uva passa, favo de mel, baunilha e botrytis. Na boca é magnífico, com o dulçor da baunilha, frutas maduras e boa acidez. É longo, fresco e marcante. Teor alcoólico: 12,5%.

Hochheimer Guts Riesling QBA Trocken 2015
Do produtor alemão Domdechant Werner, o 100% Riesling é leve e delicado. Com alta intensidade aromática, que nos traz frutas maduras e secas, amêndoas, frescor e complexidade. Na boca é um vinho vibrante e saboroso, com acidez equilibrada, persistência e final longo. Ótimo para ter na sua adega. Teor alcoólico: 13%.

Mistral Importadora
Rua Rocha, 274, Bela Vista
São Paulo
Tel: (11) 3372-3400 / 3372-34220
Fonte: www.mistral.com.br

Instituto Ovos Brasil lança concurso culinário para cozinheiros de todo país

Instituto Ovos Brasil lança concurso culinário para cozinheiros de todo país

Com o objetivo de estimular a utilização dos ovos em receitas culinárias saborosas e nutritivas, o Instituto Ovos Brasil anuncia o lançamento da 1ª edição de seu concurso culinário, aberto a cozinheiros e entusiastas da arte da Gastronomia. Por meio desta iniciativa a entidade tem a intenção de valorizar os pratos mais criativos e o empenho dos participantes de todo o país.

Cada participante poderá submeter ao Concurso a quantidade de receitas que preferir, sendo exigido que o ovo seja o ingrediente principal do prato. Os interessados devem preencher os dados em no site do IOB, juntamente ao termo de autorização de uso de imagem, a receita completa, com especificações de cada produto e quantidades, o tempo de preparo e ao menos uma foto que ilustre a receita. As inscrições estão abertas até o dia 10 de maio.

Jonathan Santos, do Instituto Ovos Brasil, explica quais serão os critérios de julgamento dos pratos durante a competição: “Nosso júri, composto por quatro especialistas, fará a avaliação baseado em quesitos centrais, como a apresentação dos pratos, a facilidade de reprodução, a criatividade e o tempo de preparo. Cada quesito terá notas de 1 (mínima) a 5 (máxima), e a somatória será dividida pelo número de jurados, para que então se atinja a nota média final para cada receita”. É recomendável aos participantes o foco na praticidade dos pratos.

Com a intenção de reunir todos os gostos e temperos da rica e abrangente cultura gastronômica brasileira, o concurso será realizado pela internet, garantindo que todas as regiões do Brasil sejam igualmente representadas no certame. Nesta 1ª edição, o concurso terá duas categorias: Doces e Salgados. As dez melhores receitas serão divulgadas e disponibilizadas ao público na nova página de receitas do site do Instituto e haverá premiação aos três primeiros colocados de cada categoria.

Os documentos necessários à inscrição e mais informações sobre o concurso estão disponíveis no site do Instituto: www.ovosbrasil.com.br. Em caso de dúvidas, entre em contato com a entidade pelo e-mail administrativo@ovosbrasil.com.br.

Fonte: Revista Food Magazine