Lombo de porco com mel e gergelim

INGREDIENTES
1 e ½ kg de lombo de porco
2 cebolas médias picadas
1 colher (sopa) de sal
½ xícara (chá) de suco de limão
½ xícara (chá) de água
¼ de xícara de azeite
1 colher (sopa) de tomilho picado
½ colher (chá) de pimenta-do-reino
8 dentes de alho
4 folhas de louro
1 colher (sopa) de páprica picante
½ xícara (chá) de mel
2 colheres (sopa) de sementes de gergelim

MODO DE PREPARO
Bata no liquidificador a cebola, o alho, a páprica, o sal, o suco de limão, o azeite, a água.
Retire do liquidificador e acrescente o tomilho sem bater.
Fure a carne com uma faca para o tempero penetrar.
Coloque a carne em uma tigela.
Despeje os temperos batidos.
Deixe marinar no mínimo 4 horas ou de um dia para outro na geladeira.
Coloque a carne em um tabuleiro junto com todo o tempero.
Acerte o sal.
Cubra a assadeira com papel alumínio.
Leve ao forno a 200º por 2h.
Adicione água ao tabuleiro, aos poucos, se necessário.
Depois de 2h tire o papel alumínio.
Pincele o lombo com o mel.
Espalhe as sementes de gergelim.
Deixe dourar e retire do forno.
Arrume em uma travessa.
Sirva com legumes cozidos.

Fonte: Receitinhas

Benefícios do Polvo para a Saúde

O polvo, como a maioria dos frutos do mar, é um alimento rico em ômega 3, que é muito importante para o funcionamento do sistema cardiovascular. Ele evita que se formem placas de gordura nas artérias, além de ajudar a prevenir hipertensão, derrames e até infartos.

Por conter poucas calorias, o polvo é considerada uma carne magra e muito nutritiva. Ele tem poucas gorduras, ajuda a diminuir os níveis de colesterol ruim e também os níveis de triglicerídios no organismo.

O polvo também possui benefícios para você que ama praticar esportes e exercícios físicos. Uma das características desse fruto do mar é conter muitos aminoácidos, que possuem uma importante função para o corpo: regenerar as células e os músculos, o que é essencial para quem se exercita.

E aí, vai dar uma chance para essa carne? Você pode experimentá-la em diversas pratos como na receita de camarão e polvo ao leite de coco. Agora, se você tem muita dificuldade de cozinhar essa carne ou se você nunca tentou, pode relaxar que nós damos os truques para acertar o ponto de cozimento do polvo!

Fonte: Blog Tudo Gostoso

As propriedades e benefícios do Aspargo

O aspargo pertence à família das Lulliaccae e é um alimento muito nutritivo que contém vitaminas do complexo B (o ácido fólico), Betacaroteno (provitamina A), além de diversos minerais, como o cálcio, o ferro e o fósforo. O aspargo é ainda uma excelente fonte de glutationa, que é um antioxidante que possui uma forte atividade anticancerígena.

Composição
Como você já deve ter observado, o aspargo é um alimento rico em nutrientes, pois contém em sua composição diversas vitaminas, fibras, e sais minerais. Além disso é pouco calórico, o que o torna um dos destaques nas dietas. O aspargo é rico em ácido fólico, betacaroteno, magnésio, manganês, fósforo, fibras e vitamina C, B e K.

Benefícios
Entre os principais benefícios do aspargo, podemos citar:

Anti-inflamatório, além de possuir um sabor delicioso, o aspargo contém nutrientes anti-inflamatórios, como saponinas e os flavonoides quercetina, rutina, laempferol e isoramnetina. Esses nutrientes ajudam a combater a artrite, asma e algumas doenças autoimunes.
Antioxidante, por possuir glutationa, o aspargo contém três aminoácidos, o ácido glumatic, glicina e cisteína. Quando esses aminoácidos são combinados em uma molécula esta serve como um agente de oxidação-redução muito poderoso para o nosso corpo. Junto com outros oxidantes o aspargo age contra os radicais livres que causam o envelhecimento e a oxidação celular.
Previne contra o câncer, por ser antioxidante e anti-inflamatório, o aspargo é muito indicado contra o câncer na bexiga, mama, cólon, pulmão, próstata, ovário e outros tipos de câncer.
Para o coração, por possuir uma vitamina do complexo B em sua composição, o aspargo traz benefícios ao coração, evitando doenças cardíacas.
Diurético, o aminoácido asparagina, encontrado nos aspargos é um ótimo diurético e tem sido muito usado para tratar inchaços, artrite, reumatismo e retenção de água causada pela TPM.
Para digestão e dieta, a inulina, um carboidrato que está presente nos aspargos, incentiva o crescimento de bifidobactérias e lactobacilos, essas bactérias aumentam a absorção dos nutrientes e diminui o risco de alergia e câncer de cólon. A fibra do aspargo estabiliza a digestão e previne a constipação, além disso é um alimento de baixa caloria.
Para os ossos, por ser rico em vitamina K, uma proteína que fortalece a composição dos ossos. O aspargo impede o acúmulo de cálcio no tecido, evitando a aterosclerose, doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebral.
Sistema imunológico e visão, por possuir vitamina C, além de ser antioxidante, o aspargo atua no sistema imunológico, mantendo-o saudável e previne doenças oculares relacionadas à idade, como a catarata e a degeneração macular.

Benefícios do Cogumelo Shitake

Utilizado na medicina chinesa há mais de seis mil anos, o cogumelo shitake até pouco tempo era pouco conhecido dos brasileiros, mas hoje em dia é encontrado com relativa facilidade e pode ser considerado um excelente alimento para fazer parte de nossa alimentação diária. Mas para que serve o Shitake?

Além de ser um alimento de poucas calorias e rico em fibras, ainda há uma grande variedade de benefícios do cogumelo shitake para a saúde, que vão desde a perda de peso até o combate ao câncer.

Para quem já conhecia, mas ainda não sabia das propriedades do cogumelo shitake, nós listamos abaixo alguns benefícios do mesmo:

  • O cogumelo Shitake é rico em vitaminas, minerais e antioxidantes que contribuem não somente para manter a saúde como também para combater doenças;
  • É rico em selênio (mineral que contribui para a saúde dos vasos sanguíneos e ajuda a controlar o funcionamento dos hormônios da tireoide);
  • Possui Vitamina B2 – também conhecida como riboflavina, atua na produção de energia para o organismo. Cinco cogumelos por dia fornecem 16% da necessidade diária de vitamina B2;
  • Contém Niacina, ou vitamina B3, que, assim como a riboflavina, também atua na produção de energia;
  • É uma ótima fonte de Vitamina B9 (ácido fólico), nutriente essencial para gestantes;
  • Tem uma boa concentração de vitamina D (somente os cogumelos desidratados que foram expostos ao sol para secagem);
  • 75 g de shitake fornecem 70% das necessidades de cobre e 50% da ingestão diária recomendada de vitamina B5.
  • O shitake contém ainda uma boa concentração de zinco, manganês e cálcio.Fonte: Portal R7 – Mundo Boa Forma

Combine a massa com o molho perfeito

Você sabia que existem mais de 300 tipos diferentes de massas no mundo, cada uma com sua forma de cozimento, formato e ingredientes diferentes?
Pois é… Aí você quer arrasar naquele almoço de domingo ou simplesmente acertar na combinação daquele prato especial no restaurante e não sabe como harmonizar o pedido, não é?
Seus problemas acabaram! Confira essas dicas!

Massas longas:
Tipo: Espaguete, Fettuccine, Talharim, Ninho, Pappardelle, Linguine.
As massas longas combinam com molhos mais líquidos como: ao sugo, carne, molho à carbonara, frutos do mar ou branco. Também ficam ótimos em versões mais leves, com alho e óleo ou molho de ervas.

Massas curtas:
Tipo: Conchiglione, Gravata, Caracol, Fusilli, Rigatoni, Penne, Tortiglioni.
Podem ser servidas com molhos frios ou quentes. Os que mais combinam são: molhos de iogurte, vegetai, quatro queijos, tomate, cogumelos ou gorgonzola.

Outros tipos de massa:
Tipo: Capeletti, Lasanha, Ravioli, Canelone, Tortelloni, Tortellini, Rondelli.
Aposte nos molhos mais concentrados e condimentados como: bolonhesa, três queijos e rosé.

Aqui no Ícaro Rio Sul nós temos várias sugestões de massas e molhos. Confira em nosso cardápio.

Fonte: Chefs Club

O sabor e o aroma marcantes do açafrão

Você sabe de onde vem o açafrão?

A flor

O tempero é extraído dos estigmas de flores de crocus sativus, uma planta da família das iridáceas.

Para se obter um quilo de açafrão seco, são processadas manualmente cerca de 150.000 flores e é preciso cultivar uma área de aproximadamente 2.000 m². Quando seca, a flor desprende de seus órgãos um pigmento amarelo e um óleo volátil, tradicionalmente usado como corante de tecidos.

A iguaria possui sabor sensual e vibrante, conferindo aos alimentos aroma único. O sabor característico tem uma pontinha de amargor e cor de ouro. A verdade é que não existe açafrão barato, por isso, deve-se suspeitar de qualquer valor muito abaixo do mercado, pois desperta a vocação dos fraudadores, apesar das rígidas regulamentações.

Origem

O açafrão é um condimento originário da região que se prolonga da Europa até o Leste Asiático, de perfume e gosto delicados e bem característicos, e que funciona como eficiente corante. O tempero já era conhecido desde a antiguidade pelos egípcios e na Roma Antiga era misturado ao vinho e ingerido como afrodisíaco.

Na Mesopotâmia, vários documentos indicam o uso do açafrão como condimento no período de reinado de Hamurabi e papiros egípcios do século 19 a.C. mencionam os jardins de Luxor cobertos por essas flores, as mesmas que decoram um célebre afresco, de 1700 a.C., do palácio de Minos, em Creta.

Alexandre, O Grande era um dos apreciadores e, na Idade Média, quando grande valor era dado ao aspecto estético de uma refeição, além de alegrar a vista, o açafrão demonstrava riqueza e poder.

No tempo de Marco Polo, o açafrão chegou a valer mais do que o ouro. Seguiu atravessando a História como a mais cara das especiarias, o mais valioso produto alimentício do planeta, bem mais caro do que a baunilha ou o cardamomo e valendo até 20 vezes mais do que a trufa.

Preço

No Brasil, o bom açafrão vem do Marrocos com o custo de R$ 5 o grama. Mas o espanhol, considerado de melhor qualidade, pode ser achado por um preço que varia de 8 a 15 euros por grama. O verdadeiro açafrão é ótimo para temperar e dar colorido aos pratos de cor clara. É muito usado na cozinha espanhola, como na Paella, em algumas sopas de peixe e em alguns risotos italianos. Mas deve ser usado com moderação, pois pode ser tóxico.

Apesar do preço, poucos gramas bastam para servir bem uma família numerosa, ao longo de um ano inteiro.

As receitas clássicas são, além da paella espanhola, a bouillabaisse, da Provence e, em Milão, o risotto alla milanese. Todas essas maravilhas teriam um aspecto bastante pálido se fossem confeccionadas sem a ajuda desse tempero maravilhoso.

Fonte: Blog Chefs Club