A quantidade de água que precisamos ingerir diariamente pode variar. Em média, para suprir todas as necessidades do organismo é preciso tomar 2 litros. Todo dia.

Uma dica é: tenha sempre uma garrafa de água ao alcance das mãos. Se 2 litros de água lhe parecem demais, saiba que parte da ingestão diária pode ser suprida com outras fontes, como sucos, água de coco, leite, frutas, chás e sopas. Evite, porém, bebidas açucaradas como refrigerantes e sucos artificiais.

Se esses detalhes ainda não convenceram sobre a importância de beber rigorosamente a quantidade necessária de água por dia, aqui vão outros cinco benefícios da água:

Regula a temperatura corporal: Durante os exercícios físicos ou quando o clima está muito quente, a água do organismo é liberada pela transpiração para regular a temperatura e evitar que nosso organismo esquente demais ou sofra alterações térmicas bruscas;
Desintoxica o corpo: Ela auxilia na prevenção e no tratamento de infecção urinária, pois o líquido estimula as idas ao banheiro, o que ajuda a “limpar” o trato urinário. Em parceria com a ação das fibras alimentares, a água ajuda a formar e hidratar o bolo fecal, evitando que ele fique ressecado e, como consequência, cause constipação intestinal. Também auxilia na respiração, pois dilui o muco, o que facilita a expectoração de resíduos pulmonares;
Absorção e transporte de nutrientes: A água auxilia na absorção de nutrientes e glicose. Além disso, o líquido ajuda no transporte dessas substâncias pela corrente sanguínea e na distribuição para as diversas partes do organismo;
Emagrecimento: Além de reduzir a retenção de líquidos, pois coloca os rins para trabalhar, a água também traz sensação de saciedade. Assim, ingerir 2 ou 3 copos antes da refeição ajuda a controlar o apetite. Sem contar que não tem calorias!;
Pele bonita: Promove a revitalização das células e mucosas. Na pele, isso resulta em uma hidratação de dentro para fora. Portanto, ela constitui o método mais barato e eficaz para evitar o ressecamento e a descamação.

Matéria escrita por Tainah Medeiros (jornalista com foco em saúde). Veja mais sobre o trabalho dela no link.

Leia a matéria completa AQUI.